31 outubro 2016

Para todo fim, um recomeço!

Olá, flores, tudo bem?

Andei sumida, não foi?! Suspendi as minhas atividades nas redes por um tempo, mas estou de volta!

As vezes os problemas são pesados para carregar, as ansiedades aumentam a cada dia e o desanimo é inevitável, mas para cada problema uma solução ou reação, e quem decide somo nós, não é mesmo?!

Meditei no que poderia melhorar essa situação e encontrei essa foto:

Para mim ela significou muito, devido ao contraste, flores lindas com aparência saudável, no meio de rochas que podem representar frieza das pessoas ou o mundo em que vivemos, que já foi predito "o amor da maioria esfriará", a beleza de flores resistirem ao um ambiente "rustico" exaltando toda sua delicadeza em contraste ao mundo rustico em que vivemos.

Somos nós que decidimos como encarar isso, se vai nos afetar ou não, se vão impedir que nossos ramos: floresçam!

"Para conseguir um coração leve, precisamos nos livrar de tudo o que nos causa angústia, que nos reprime, que nos atrasa, precisamos nos libertar de tudo que nos deixa pra baixo e para isso precisamos de fé e auto conhecimento e não deixar que o barulho que surge de fora, atormente o silêncio de dentro." Giulia S.

E como disse a Cecilia Meireles: "Aprendi com as primaveras a deixar-me cortar e a voltar sempre inteira." Que assim seja!